Laboratório - Patologia São Lucas

Saiba mais sobre o câncer de próstata.

   

Saiba mais sobre o câncer de próstata.


     O câncer de próstata é o segundo tipo mais comum da doença em homens, superado apenas pelo câncer da pele.

     A próstata é uma glândula do tamanho de uma noz que só os homens têm. Fica logo abaixo da bexiga e na frente do reto e a uretra, o canal que transporta urina passa através dela. A próstata contém pequeninas glândulas especializadas que produzem parte do líquido seminal ou sêmen, que protege e nutre os espermatozóides.

     Hormônios masculinos fazem com que a próstata se desenvolva no feto e ela vai crescendo à medida que um menino se torna adulto. Se o nível de hormônios masculinos for baixo, a glândula não vai atingir suas dimensões totais.

     Embora a próstata seja constituída por vários tipos de células, a maioria dos cânceres de próstata tem origem nas células das glândulas que produzem líquido seminal. Eles são chamados de adenocarcinomas.

     Na maioria das vezes, o câncer de próstata tem desenvolvimento lento, podendo levar de 10 a 15 anos para alcançar 1 cm³. Alguns estudos mostram que cerca de 80% dos homens de 80 anos, que morreram por outros motivos, tinham câncer de próstata e nem eles nem seus médicos desconfiavam. Em alguns casos, porém, ele cresce e se espalha depressa.

     Alguns especialistas acreditam que o câncer de próstata começa com pequenas mudanças no tamanho e forma das células das glândulas da próstata. Essa alteração, conhecida como neoplasia intraepitelial prostática (PIN), podem ser de baixo grau (quase normais) ou de alto grau (anormais). Biópsia de próstata com PIN de alto grau indica grande chance de haver células cancerosas e exige novo exame.

     Em geral, o câncer de próstata é diagnosticado em homens com idade superior a 50 anos. Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. No entanto, fique alerta em caso de sentir dor ou queimação ao urinar, jato urinário fraco, sensação de que não urinou tudo, presença de sangue na urina ou necessidade freqüente de urinar, principalmente à noite. Sintomas como esses são, geralmente, relacionados ao crescimento benigno da próstata (hiperplasia prostática), mas, também, podem ser sinais de alerta para tumores.
 
     A herança genética é bastante forte no câncer de próstata e a presença da doença em dois parentes de primeiro grau aumenta o risco de diagnóstico desse tipo de câncer em até seis vezes ao da população em geral. 

     Os principais exames para diagnóstico precoce da doença são o clínico (toque retal), a ultrassonografia e o laboratorial (dosagem do antígeno prostático específico, mais conhecido como PSA). 

     Este ano, cerca de 47 mil brasileiros receberão diagnóstico da doença, comparados a mais de 230 mil americanos. No Brasil, o câncer de próstata é a segunda causa de morte por câncer entre homens, ficando atrás apenas do câncer de pulmão. Nos EUA, é a terceira causa de morte por câncer, atrás do de pulmão e colorretal. Nos estados Unidos, as estatísticas indicam que 1 a cada 6 homens vai ter câncer de próstata, mas apenas 1 em cada 34 vai morrer por causa da doença. A taxa de mortalidade da doença está em queda, em parte porque está sendo diagnosticada precocemente.

     Estudos sugerem que dieta rica em gorduras e carne vermelha aumenta o risco de desenvolver câncer de próstata, enquanto a ingestão de frutas e vegetais e a prática de exercícios físicos oferecem proteção.

     Todo homem deve consultar um médico e adotar uma rotina de exames preventivos , principalmente, a partir dos 40 anos.

     Não permita que o preconceito ou receio o afaste da realização dos exames preventivos. Eles são fundamentais para o diagnóstico precoce, que aumenta significativamente a chance de cura e a de preservar de maneira saudável a capacidade de urinar e de ereção.

Últimas NotíciasFique por dentro das novidades em nosso site.

24, JULHO de 2013
Desempenho entre ThinPrep e Papanicolaou convencional.
Um levantamento quantitativo comparando o desempenho entre o Thinprep (citologia cervical) e o Papanicolaou convencional.

button

 

22, JULHO de 2013
CFM critica vetos presidenciais e recorrerá ao Congresso
O Conselho Federal de Medicina (CFM) trabalhará para a derrubada dos dez vetos impostos pela presidente ao projeto de lei que disciplina o exercício da medicina no país. Os médicos estão preocupados por considerarem que a nova redação coloca em risco a saúde da população brasileira. Confira o parecer do presidente do CFM, Roberto Luiz d’Avila, que conta com o apoio das demais entidades nacionais de defesa de classe.

button

 

22, DEZEMBRO de 2012
Prevenção: a melhor arma contra o câncer do colo uterino.
O acompanhamento ginecológico periódico é fundamental na prevenção do câncer de colo de útero.

button

 

12, DEZEMBRO de 2012
Câncer de mama: uma ameaça real!
Entre todos os tipos de câncer, o de mama é o que mais causa morte entre as mulheres.

button

 

6, DEZEMBRO de 2012
CFM recomenda parto em ambiente hospitalar.
Após análise, conselheiros chamam a atenção para os riscos de partos realizados fora do ambiente hospitalar.

button

 

Em foco

quote  ...contamos com toda estrutura necessária para oferecer a Lavras e região exames anatomopatológicos e citológicos com qualidade e agilidade, sem a necessidade de deslocamentos inconvenientes de seu material para grandes centros."

Buscando sempre o melhor em nossos resultados, incentivamos sempre uma interação constante clínica, cirúrgica e/ou radiológica-patológica, através de contatos frequentes.



Últimas Notícias

Patologia São Lucas

Patologia São Lucas - Centro de Diagnóstico em Anatomia Patológica e Citologia
(35) 3826-2555
Rua Comendador José Esteves, 665
Centro - Lavras / MG - 37.200-000

Clique pra ver nossa localização
Contatos